4 de abril de 2015 Comentários (24) Artigos & Dicas, Treino & Saúde

Atividade Física e Coca-Cola

PJ-BY894_SODA_M_20141209124918

É comum entre os praticantes de atividade física de longa duração, o consumo de coca-cola, com a justificativa de ser um repositor de energia num momento de esgotamento. Será mesmo que esta bebida ajuda neste reestabelecimento físico?

Dentre os compostos químicos da coca cola, temos uma alta concentração de açúcares e conservantes, como o ácido fosfórico que é apontado como um grande causador de problemas dentários, que aprisiona o cálcio, o magnésio e o zinco no intestino grosso, provocando também um aumento no metabolismo. Isto faz com que o organismo elimine o cálcio dos ossos pela urina, causando osteoporose.

greg-lemond-pro-moment

Dose de energia

Com o corpo fatigado, precisando ser hidratado, ao beber o refrigerante, se tem a sensação de conforto pois nos sentimos bem no mesmo instante, pela rápida absorção do açúcar, dando-nos uma impressão de “refeitos”. Porém este bem-estar dura pouco e com a ação diurética perde-se liquidos e o corpo logo necessita de nova reposição. Este refrigerante de sabor altamente palatável proporciona um prazer ímpar, apesar de alguns corredores reclamarem de desconforto gástrico pela ação do gás.

Cafeína

Uma latinha de coca-cola contém 34mg de cafeína, enquanto num café espresso pode variar de 45 a 100mg.
Segundo estudos, a cafeína é uma das drogas estimulantes mais utilizadas no mundo. Com uma dosagem pequena, de 2mg por kg de peso corporal, ela já pode aumentar o estado de vigília, diminuíndo a sonolência, aliviando a fadiga, elevando a frequência cardíaca e acelerando o metabolismo. Por isto ela é utilizada por atletas como suplementação, pois tem-se avaliado seu efeito ergogênico, que pode potencializar a performance ao se ingerir a cafeína associada a carboidratos, durante ou após o exercicio fisico de longa duração. Desta forma, há um retardamento na fadiga através de mecanismos controlados pelo sistema nervoso.

Em estudo sobre os efeitos em atletas, a fim de se diminuir a percepção da dor muscular nas pernas em provas de ciclismo, foi evidenciado que doses de 10 mg por kg de peso corporal, 1 hora antes da prova, provocou uma redução na intensidade da dor no quadríceps maior que no grupo que ingeriu 5mg ou placebo.

Desidratação e Câimbras

Ao se praticar exercícios físicos de alta intensidade, onde há grande produção de suor, perde-se não só liquidos, mas também sais minerais, como sódio, potássio, cloro e magnésio. Sugere-se que a cada 15/20 minutos haja uma reposição de aproximadamente 200ml de água.

A grande perda de líquido e sais, principalmente sódio, através de suor intenso, pode levar o atleta a perder muitos eletrólitos, causando hiponatremia, que é a diminuição de concentração de sódio no sangue. O surgimento de câimbras generalizadas é um dos primeiros sintomas, além de fadiga excessiva, dores musculares, dor de cabeça, náuseas, vomitos, diarreia, entre outros. Quando estamos desidratados a pele fica com excesso de calor, muito vermelha e a urina mais escura.

Lembrando que bebidas com cafeina, como a Coca-Cola, tem ação diurética, que ajuda na perda de liquidos – desidratação.

De acordo com o Instituto Mineiro de endocrinologia não é indicado esperar a sede surgir, nem mesmo repor a falta de líquidos com bebidas muito doce ou gasosas. O ideal, em caso de exercícios intensos e de longa duração, é manter-se hidratado com volumes médios e constantes de água e bebidas isotônicas que repõe os eletrólitos perdidos. Na falta destas bebidas, recomenda-se ingerir alimentos salgados, em pequenas quantidades, ou fazendo uma preparação de uma colher de chá rasa de sal e uma colher de sopa de açúcar em um litro de água.

Conclui-se, portanto, que deve-se EVITAR beber refrigerantes, principalmente durante esportes de longa duração. Dê preferência à sucos, água de coco e bebidas isotônicas.

Fonte: Caroline Bergerot – Nutrição Clínica

24 Respostas para Atividade Física e Coca-Cola

  1. Alexandre disse:

    Gostei do artigo!

  2. Vagner Aguirre disse:

    Muito bom, após os treinos adorava tomar uma coca geeeeeelaaaada, depois deste artigo, parei.

  3. Idilio disse:

    Caroline, qual é a substância diurética presente no refrigerante? Favor esclarecer e aprofundar o artigo. Favor analisar também se a alta concentração de sódio presente na bebida não funciona como repositor a hidtoeletrolitica. Porque todas as equipes Pro-Tour oferecem refrigerantes a seus atletas? Concordo com o fato do ácido fosfórico ser danoso a saúde em altas concentrações, porém o artigo carece de lógica para embasar este argumento.

    • admin disse:

      Idilio, a cafeína possui ação diurética excessiva, levando à perda de minerais e vitaminas, o bem-estar da ingestão do refrigerante dura pouco e com a ação diurética perde-se liquidos e o corpo logo necessita de nova reposição. A Coca Cola Zero possui 28mg/200ml a Coca Cola apenas 10mg/200ml, para você ter ideia o Gatorade possui 180mg/400ml!

      No entanto o uso da Coca Cola não é proibitivo e pode ser feito de maneira adequada sem exageros.

    • admin disse:

      Idilio, veja só que legal essa pesquisa que traduzi do site SportScience.

      “Seis das 11 equipes do Pro-Tour, usam a Coca-Cola durante a corrida. Mais de 67% dos pilotos bebia Coca-Cola em quatro das equipes e apenas uma equipe foi identificado sem consumir Coca Cola durante a corrida. Assim, cerca de 90% das equipes pesquisadas consumida Coca-Cola.

      Em todos os casos, a Coca-Cola foi consumida durante a última metade do último quarto da corrida e foi usado como um complemento para algum outro tipo de bebida com carboidrato eletrólito.

      Em outras palavras, a Coca-Cola era consumida como uma bebida pós-corrida em conjunto com algum outro tipo de eletrólito de carboidrato ou proteína em 8 das 11 equipes pesquisadas.”

  4. juliano disse:

    Não é bem assim! O lance não é trocar hidratantes por Coca Cola e sim tomar um gole quando der aquela vontade pois quando se ta em cima de uma bike fazendo 160km oque vier de lucro é bom e isso só entende quem esta la nos 140 km e o combustível esta acabando. Coca cola não faz mal basta saber tomar pois oque diferencia o veneno do remédio é a dose.

  5. Johnston disse:

    Mais uma da série “não sei nada na prática, mas li no livro.

  6. júnior disse:

    Não esqueçam. Refrigerante e ácido. . Ph de 2.7 para neutralizar ele no seu organismo vc vai necessitar de mais de 30 copos de 200ml para cada copo de refrigerante que utilizar ou seja…..esta tomando ácido puro……. Grande bem pra saúde……

    • Eph disse:

      E como fica se eu tomar suco de limão ou de abacaxi?

      • TFT disse:

        E desde quando limão acidifica, apesar de acido ele no organismo funciona ao oposto, alcaliniza. pesquise ai q vai achar.

        Entretanto, o limão é incomparável. Seu potencial de alcalinizar o sangue humano acontece imediatamente após sua ingestão. Interessante que ele apresenta um sabor ácido, mas não se engane, ele mal alcança o estômago e já está afetando os líquidos corporais, combinando-se com os minerais alcalinizantes. Pois é, esta frutinha tão barata, comum e discreta tem o poder de mudar radicalmente a nossa vida: no físico, emocional, mental e espiritual. Como? Alcalinizando o nosso sangue.

        O ácido cítrico do limão, transformado no organismo em citrato de sódio (sal alcalino), carbonatos e bicarbonatos alcalinos, causa imediata alcalinização do meio humoral, neutralizando ou amenizando estados indesejados de acidez. E mais, estes sais alcalinos são considerados os melhores remédios contra o excesso da viscosidade sangüínea, oferecendo prevenção contra acidentes cardiovasculares. Em paralelo, o limão, com todos os seus demais componentes, fortalece o sistema imunológico, retarda o envelhecimento precoce, bloqueia radicais livres, oferecendo assim proteção contra o câncer e demais doenças

  7. Hélio Duarte disse:

    E uma latinha de cerveja após uma longa pedalada, vc recomenda?

  8. MAURO BARBOZA disse:

    Sei que a coca cola em excesso não cai bem ao organismo !
    Mas uns gole nas provas longas cai bem.!
    Até que me prove ao contrário ?
    Gostei da matéria, ficarei ligado nas próximas !

  9. Leonardo Starling disse:

    Poderia citar as fontes dos artigos/estudos que você aborda?

  10. Ricardo Medeiros disse:

    Fico triste ao ver grandes nomes promovendo produtos que fazem mal aos outros por dinheiro.

  11. Henrique disse:

    Bem, entendi e concordo, mas irei continuar com a doce e saborosa coca cola no final do treino kkkk

  12. Murillo disse:

    Nenhuma palavra sobre o PH da coca-cola e sua ação danosa ao organismo do ciclista pelo aumento expressivo de acidez quando o corpo já está encharcado de oxidantes (radicais livres) em decorrência do endurance?

  13. PAULO disse:

    O melhor mesmo é tomar uma cerveja, pois tem todos os minerais perdidos no exercício….

  14. Andre disse:

    Você ja passou 60 horas correndo? Tenho certeza que não, levar em consideração apenas aspectos tecnicos em conta e desconsiderar o bem estar dele, é um erro gravissiimo. Não que esteja errada nas suas colocações, apenas são superficiais.

  15. José dos Santos disse:

    Como fanático por corridas de rua, sempre soube que refrigerante não proporciona nenhum bem, o melhor realmente é água,ou até mesmo um repositor natural como uma boa rapadura.

  16. Rodolfo disse:

    Este é um mito urbano, coca cola é super repositor, já fiz 17 ultras e ingeri muita coca cola e com indicação de uma excelente nutricionista, na Comrades é servida coca cola nos 89km e tem atleta que já concluiu mais de 40 vezes. Arrisco a dizer que é uma campanha besta e sem sentido contra o refrigerante, vou continuar usando nas corridas (já são mais de 500) e quando chegar aos 90 anos vou dizer se fez mal.

  17. Marcelo disse:

    Fala verdade, não sei quanto aos profissionais que vivem do esporte, mas para nós simples mortais do ciclismo uma coca cola bem gelada naquele boteco do interior que você para depois de ter pedalado ” Tem seu valor” kkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *